Confraria das Almas de Leça da Palmeira comemora 150º Aniversário

Elementos da Confraria das Almas

Partilhe:

Translate


Este ano a Confraria das Almas de Leça da Palmeira vive um momento particularmente importante, com a comemoração dos seus 150 anos de existência.

Para assinalar tão significativa efeméride, a Confraria programou algumas atividades, das quais se destacam: a celebração da Missa de Ação de Graças no dia 16 de julho e a festa litúrgica de Nossa Senhora do Carmo, às 19 horas, presidida pelo reverendíssimo senhor D. Pio Alves, bispo auxiliar do Porto. Nesse mesmo dia, pelas 20h30, no Tryp Hotel de Leça da Palmeira, será servido um jantar comemorativo no qual estarão presentes Luísa Salgueiro – Presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Pedro Sousa – Presidente da União das Freguesias de Leça da Palmeira/Matosinhos, D. Pio Alves – bispo auxiliar do Porto, o Pároco Padre Francisco Andrade e José Vieira – Juiz da Confraria, restantes confrades e seus familiares e amigos.
O jantar está aberto a toda a comunidade, tendo, no entanto, os interessados de fazer previamente a sua inscrição.

Para além das cerimónias religiosas, a Confraria tem prevista a realização de uma conferência sobre o papel das Confrarias e Irmandades na comunidade paroquial. A Confraria também mandou cunhar medalhas comemorativas do 150.º aniversário que serão disponibilizadas a todos quantos as queiram adquirir.

Altar Confraria das Almas[su_spacer]

Sobre a Confraria das Almas de Leça da Palmeira

Além da missão que lhes é própria, os confrades participam nas atividades inscritas no calendário pastoral da paróquia.

Ano após ano, a Confraria preocupa-se em incentivar o culto às almas, sobretudo por ocasião da celebração dos fiéis defuntos com as procissões e oração nos dois cemitérios da freguesia.

A confraria tem por patrona Nossa Senhora do Carmo, cuja belíssima imagem (recentemente restaurada) preside ao Retábulo das Almas que se encontra do lado esquerdo da Igreja Matriz. À Confraria compete zelar pela ornamentação e conservação do referido retábulo que se encontra atualmente em fase de restauro juntamente com as imagens de S. Bento e S. Brás que o compõem.

A Confraria das Almas zela ainda pela conservação e manutenção das “Alminhas da Ponte”, situadas no início da Rua Óscar da Silva (junto à doca de Leixões).[su_spacer]


Partilhe:

2 Comentários

  • Gostaria de saber se há algum registro daqueles que tenham sido membros dessa confraria.
    É que procuro meus ancestrais em Portugal sendo que meu avô nasceu em Leça em 1880, mais exatamente na Rua Fresca. Ele era filho de Narciso Correa. Quem sabe Narciso não tenha pertencido a essa Confraria.

Comentar