Lançamento do Livro “E do Nada Se Fez Tudo”, de António Feijó

E do Nada Se Fez Tudo - Livro
Partilhe:

Translate

Depois de apresentar os dois primeiros livros da sua autoria (“Conto Passos do Caminho” e “Contos Que A Vida Contou”), António Feijó traz-nos “E Do Nada Se Fez Tudo”. Com a sua terceira obra, o autor pretende mostrar-nos que “O Amor é um lugar muito estranho”.

Desta vez utilizando a poesia/prosa de Alto Nível, António Feijó defende que o Amor é uma força que transforma o nada num tudo.

Ao contrário das suas duas primeiras obras, que utilizam a técnica do conto, chega-nos “E Do Nada Se Fez Tudo”, uma obra que quase parece um longo… longuíssimo poema. Sem fim. O poeta faz-nos sentir que é através do Amor que o ser humano pode fazer uma melhor viagem pelos caminhos da sua existência.

Para António Feijó, ler “E Do Nada Se Fez Tudo” é um pouco como uma preparação para essa mesma Grande Caminhada.

Não sendo propriamente uma poesia (mas sim uma espécie de “prosa poética”), Feijó utiliza o poder dos dois géneros – a Poesia e a Prosa – revelando-se assim um autor em contínua evolução, em constante busca pela fuga daquela que parece ter sido estipulada, aos olhos de muitos, como a sua própria “zona de conforto”. Para alguns poderá parecer o percorrer de caminhos periclitantes, mas para António Feijó é apenas o fomentar de uma carreira que promete trazer muitas mais surpresas. E sempre fugindo da tal “zona de conforto” pois, quando menos se espera, o autor surge novamente na experimentação de um novo estilo literário.

A obra será lançada esta sexta feira 15 de dezembro, pelas 21:30h, no salão nobre da Junta de Freguesia de Leça da Palmeira. O evento contará com a presença do autor, apresentado pelo também escritor Vítor da Rocha, declamações por Carlos Revez e ainda abrilhantado pelo som do violino de Vladimir Omeltchenko.

A não perder!

António Feijó


Partilhe:

Comentar