“Não foi Cabral: revendo silêncios e omissões”

“Não foi Cabral: revendo silêncios e omissões”

Translate


Escola das Artes lança programa de concertos, conferências, exposições e performances para não silenciar histórias. Entre 15 de fevereiro e 29 de maio, todas as quintas, na Católica no Porto.


O título é inspirado na música de MC Carol em que a cantora num gesto poético chama a atenção para a necessidade de alterar a narrativa histórica da construção do Brasil: “professora, me desculpe / mas eu vou falar / esse ano na escola / as coisas vão mudar / nada contra ti / não me leve a mal / quem descobriu o Brasil / não foi Cabral.”

“Não foi Cabral: revendo silêncios e omissões” é o tema do programa cultural da Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa que pretende estimular o debate sobre o fazer da(s) História(s), mostrando como muitos artistas contemporâneos têm contribuído para a alteração de paradigmas. Uma parceria da Escola das Artes com a Universidade de São Paulo (Brasil) e a Universidade de Princeton (EUA). De 15 de fevereiro a 29 de maio, ao final da tarde de quinta-feira, a cidade do Porto vai receber concertos, conferências, exposições e performances para não silenciar histórias.

Nuno Crespo, diretor da Escola das Artes e co-curador do programa, sublinha que o ciclo “pretende construir um espaço de debate onde juntos possamos pensar as narrativas históricas e o modo como artistas de diferentes geografias e culturas têm sido motores fundamentais no alargamento e transformação dessa história oficial.” Sobre esta nova edição do programa, o diretor da Escola das Artes completa que “é fruto de um trabalho continuado da Escola das Artes em trazer temáticas com expressão no mundo não só artístico, como atual e global.”

“Não foi Cabral: revendo silêncios e omissões”

Através da interseção de várias áreas e de conhecimentos múltiplos, onde se cruzam perspetivas de artistas, realizadores, ativistas ou intelectuais, o ciclo “Não foi Cabral: revendo silêncios e omissões” procura criar um espaço de debate conjunto, onde se reflita sobre como se pode juntar à História outros sujeitos, corpos ou objetos, de modo a, progressivamente, construir um recorte mais amplo e diverso do mundo, dos seus habitantes e dos processos de transformação.

Estão confirmados os concertos, conferências e performances de Lilia Schwarcz, Denilson Baniwa, Pedro Barateiro, Nuno Crespo e Dalton Paula, João Salaviza e Renée Messora, Paulo Catrica, Hélio Menezes, Ayrson Heráclito, Margarida Cardoso, Artur Santoro, Flávio Cerqueira e de Francisco Vidal. A Escola das Artes anunciou também a agenda da Sala de Exposições, que contará com Carla Filipe, Pedro Barateiro, Paulo Catrica e Letícia Ramos.

O ciclo “Não foi Cabral: revendo silêncios e omissões” é um projeto em co-curadoria entre a intelectual e curadora brasileira Lilia Schwarcz e Nuno Crespo. O ciclo é organizado pela Escola das Artes, em parceria com a Universidade de São Paulo (Brasil) e a Universidade de Princeton (EUA). Vai decorrer entre 15 de fevereiro e 29 de maio, às quintas, na Universidade Católica Portuguesa, no Porto.


Data

01 Abr 2024 - 29 Mai 2024
A decorrer...
Escola das Artes - Católica Porto

Local

Escola das Artes - Católica Porto
R. de Diogo Botelho 1327, 4169-005 Porto

Abril 2024

SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB
DOM
1
2
3
4
5
6
7
Events for 1 Abril
Sem Eventos
Events for 2 Abril
Sem Eventos
Events for 3 Abril
Sem Eventos
Events for 4 Abril
Sem Eventos
Events for 5 Abril
Sem Eventos
Events for 6 Abril
Sem Eventos
Events for 7 Abril
Sem Eventos
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
1
2
3
4
5