Plano de Atividades para 2017: Ano Novo, Velhos Planos…

Centro Paroquial de Leça da Palmeira
Partilhe:

Translate

Joaquim MonteiroNo passado dia 28 de dezembro de 2016 foram aprovadas pela Assembleia de Freguesia de Matosinhos e Leça da Palmeira as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2017.

Sendo 2017 ano de eleições autárquicas, não é surpresa para nenhum leceiro ou matosinhense que o mesmo inclua medidas ditas «eleitoralistas», um pouco como fez a Câmara Municipal de Matosinhos no seu Plano de Atividades para 2017 e como fazem, um pouco por todo o país, praticamente todas as Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia.

Mas, a aprovação do Plano na Assembleia de Freguesia de Matosinhos e Leça da Palmeira é, no mínimo, surpreendente.  A surpresa é tanto maior quando vemos que, numa altura em que o Partido Socialista de Matosinhos, que está de braços abertos a receber de volta os «filhos pródigos» que há quatro anos decidiram emancipar-se e concorrer como independentes, nem mesmo o Partido Socialista votou favoravelmente este PlanoNem a CDU que a nível camarário está coligado com os «independentes». Ou seja, só mesmo a coligação que suporta o executivo da Junta votou favoravelmente as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2017. No mínimo surpreendente.

Não me cabe a mim fazer juízos de valor sobre os motivos que levam as diferentes forças partidárias e colocarem-se de parte quanto ao que a este Plano diz respeito, mas posso fazer a minha interpretação. E ela é que o Plano não traz nada de novo e mesmo aquilo que há muito é reivindicado pela população continua a estar vagamente referido. Por exemplo, finalmente aparece-nos a construção dos passeios em Gonçalves, mas nada se diz quanto aos passeios da rua da Exponor (Av. Dr. António macedo). Estarão incluídos nos arranjos de passeios e arruamentos?! Ou então os parques infantis. Assume-me no Plano o compromisso de se criarem parques infantis nas praias da cidade (Matosinhos e Leça da Palmeira) e nos locais onde a sua existência seja necessária. Será que finalmente será criado um parque infantil a norte da freguesia de Leça da Palmeira como há muito é exigido pela população?!

Centro Paroquial de Leça da Palmeira

Mesmo obras que já considerávamos certas aparecem agora neste Plano como sensibilização da Junta para que a Câmara as faça. É o caso da requalificação do salão paroquial de Leça da Palmeira. Já foi feita a apresentação pública da obra, já saiu na comunicação social, por mais de uma vez, o anúncio da requalificação e o agradecimento à Petrogal. Contudo, agora ainda vai o executivo da Junta sensibilizar a Câmara?!

Por outro lado, obras que já se fizeram e foram descartadas por não funcionarem surgem novamente como grandes opções. É o caso da criação de um parque urbano radical. Já existiu um no Parque 25 de Abril e outro no Complexo Desportivo da Bataria. Ambos desapareceram.

Os valores do orçamento da Junta de Freguesia de Matosinhos e Leça da Palmeira justificam já um Plano mais audaz.

Até à próxima semana.

Saudações leceiras


Partilhe:

Comentar