Moontosinhos: o espírito da lua cheia vai andar pela via férrea fantasma

Moontosinhos

Partilhe:

Translate


Desde o final do século XIX e durante cerca de 60 anos, a Senhora da Hora esteve ligada ao Porto de Leixões por uma linha de caminho de ferro que, entre outras coisas, transportou os materiais com que se construiu aquela infraestrutura portuária. A memória fantasma desta via férrea é o mote para mais um passeio da iniciativa Moontosinhos, a qual, sempre que a lua está cheia, percorre as histórias de Matosinhos sob o comando do historiador Joel Cleto.

O percurso agendado para esta quarta-feira, 4 de outubro, arrancará pelas 21h30 da antiga plataforma ferroviária da Senhora da Hora, cujo antigo apeadeiro serviu várias gerações de matosinhenses (e que agora acolhe, nas suas imediações, uma das mais movimentadas estações do Metro do Porto). O percurso “Da Senhora da Hora à praia de Matosinhos, pela antiga linha de comboio”, assim se chama este passeio do Moontosinhos, será, aliás, parcialmente realizado nas carruagens do metropolitano, terminando junto ao molhe sul do Porto de Leixões após uma barrigada de histórias iluminadas pelo plenilúnio.[su_spacer]

Joel Cleto

Historiador Joel Cleto

[su_spacer]Última visita à história e património de Matosinhos deste ano (a iniciativa regressará, como é habitual, na Primavera), a romagem à memória da antiga via férrea não deixará de visitar o tempo em que a construção do Porto de Leixões alterou radicalmente o rosto urbano de Matosinhos, nem o vestígio que sobrou dessa linha ferroviária, recentemente transformado num percurso pedonal que atravessa o coração da cidade nova.

Tal como é habitual, os interessados deverão efetuar previamente a sua inscrição através do endereço eletrónico [email protected], munindo-se ainda, desta vez, de um título de viagem Andante Z2 para a ligação entre a Senhora da Hora e a estação de Matosinhos-Sul. O regresso ao ponto de partida será igualmente realizado utilizando o Metro do Porto.


Partilhe:

2 Comentários

  • Mandei há oito dias a minha inscrição para a Camara e não tive resposta, não sei como proceder.

Comentar