Novo Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões inaugurado a 23 de julho

Terminal de Cruzeiros
Partilhe:

Translate

Depois de já ter sido adiada uma vez, está marcada para 23 de julho a inauguração oficial do novo Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, em Matosinhos, infraestrutura já parcialmente a funcionar e a receber passageiros.

A informação sobre a data para a inauguração oficial do Terminal de Cruzeiros foi avançada à agência Lusa pela Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), tendo o equipamento portuário recebido as primeiras escalas de navios em abril.

[h2]Terminal de Cruzeiros ultrapassou os 50 milhões de euros[/h2]

O investimento global no Terminal de Cruzeiros ultrapassou os 50 milhões de euros, projeto da autoria do arquiteto projetista Luís Pedro Silva, permitindo esta nova infraestrutura o início e o fim de cruzeiros em Matosinhos, o que vai resultar no aumento do fluxo de navios e de passageiros, juntando-se assim ao novo cais do Terminal de Cruzeiros inaugurado em abril de 2011.

O edifício principal vai também receber a nova sede do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) da Universidade do Porto, estrutura que abre em pleno até final deste ano e vai albergar cerca de 200 investigadores, de acordo com a informação que o presidente do centro, Vítor Vasconcelos, avançou à agência Lusa no início de junho.

A inauguração oficial que decorre a 23 de julho esteve inicialmente marcada para dia 20 de maio, cerimónia que foi depois adiada “por circunstâncias imprevistas”.
No último fim de semana, o presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, criticou o Governo pelo atraso na inauguração oficial do Terminal de Cruzeiros, um dos edifícios que este aberto à visita do público no âmbito do Open House, tendo o autarca considerado que esta foi a “inauguração informal” da infraestrutura, que “substitui uma inauguração que está eternamente adiada”.

“O Governo está a fazer um esforço para estragar este investimento, que ele não teria feito porque para o atual executivo seria um despesismo”, criticou, antecipando que o executivo “vai querer fazer uma ação de campanha eleitoral”, disse no sábado.
Os números da construção dão a escala desta infraestrutura: a área de construção ultrapassa os 19 mil metros quadrados, o betão utilizado supera os 18 mil metros cúbicos, foram usadas perto de quatro mil toneladas de aço em armaduras e movimentaram-se quase seis mil metros cúbicos de terras nas escavações.

Em janeiro, o presidente da APDL, Brogueira Dias, explicou à agência Lusa que depois da inauguração oficial ficará apenas a faltar a ligação direta ao concelho de Matosinhos, projeto que, da parte do Porto de Leixões, já está consolidado, estando a ser preparado o lançamento de um concurso público para a obra que “é indispensável por questões de segurança”.

O projeto de abertura do terminal ao público estará concluído em 2016 e, nessa altura, o edifício irá contar com um restaurante e uma loja de artigos regionais e locais, explicando a APDL que uma outra valência deste edifício será a de espaço para realização de eventos, conferências e outras atividades.

in RTP


Partilhe:

1 comentário

  • Até que enfim!!!! Agora só falta ser explorado para turismo.

Comentar