Úteis

Em que situações deve consolidar todos os seus créditos num só?

Situações em que deve fazer um Crédito consolidado.

Quando o seu orçamento familiar começa a ser curto para cumprir com o pagamento das prestações mensais dos créditos que contraiu, impõe-se tomar medidas para que esta situação não o leve a entrar em incumprimento.

Nesta situação, a opção mais procurada tende a ser o recurso a um crédito consolidado que não só lhe vai permitir reduzir a prestação mensal (até 60% em alguns casos) e simplificar os pagamentos mensais, uma vez que o crédito consolidado vai garantir-lhe uma taxa fixa, um prazo fixo e uma única prestação mensal perante apenas uma instituição bancária.

Esta redução dos encargos mensais que lhe permite uma maior higiene financeira e uma redução da sua taxa de esforço (Encargos financeiros / Rendimento Líquido Total do Agregado) x 100) para uma percentagem inferior a 50% (limite tido pelo Banco de Portugal como saudável) é apenas uma das situações em que o crédito consolidado pode ajudar o seu orçamento familiar, mas existem mais como veremos já de seguida.


Situações em que deve fazer um Crédito consolidado

Reduzir encargos mensais com créditos

Como referimos, quando as prestações mensais decorrentes dos vários créditos que contraímos começam a ter um peso demasiado indesejado no nosso orçamento familiar e as dificuldades para os saldar são cada vez maiores, o crédito consolidado pode assumir-se como uma boa forma de reverter esta situação.

Para melhor perceber se se encontra nesta situação, calcule a sua taxa de esforço e se esta ultrapassar os 50%, é sinal que deve começar a pensar em juntar os créditos num crédito consolidado.

Por exemplo, o rendimento líquido total do casal Pedro e Joana é de 2200 euros, mas já somam 41 mil euros em dívida decorrente de créditos contraídos com prestações mensais no valor total de 1200 euros.

Calculada a taxa de esforço (Encargos financeiros / Rendimento Líquido Total do Agregado) x 100), chegamos a uma percentagem de 54,54%.

Como urge diminuir o peso destes créditos no seu orçamento mensal, este casal decide procurar um crédito consolidado na Internet. Pararam na página do UNIBANCO.

Fazendo uso do simulador de crédito consolidado que o UNIBANCO lhes oferece, este casal efetua o calculo para um pedido de 41 mil euros (o valor total a amortizar) em 84 meses.

Feitas as contas, o simulador dá-lhes o resultado de 710,41 euros. Em termos de taxa de esforço, isto significa que, caso adquirem o crédito consolidado UNIBANCO, a percentagem baixará dos 54,54% para 32,3%.

Além de baixarem significativamente a sua taxa de esforço para valores “saudáveis”, o Pedro e a Joana vão ficar a pagar apenas uma prestação, a uma taxa fixa e com um prazo fixo a uma única instituição bancária conseguindo, deste modo, poupar umas boas centenas de euros por mês que lhes poderá ser útil para outras finalidades.

A simulação apresentada diz respeito a um financiamento de €41.000 a pagar em 84 mensalidades de €710,41. TAN 10,950% e TAEG 12,6%. MTIC €60.396,27.

Crédito extra

Para além de ajudar o nosso casal a entrar em terreno positivo e reduzir as suas prestações mensais, o crédito consolidado também podia servir para que o Pedro e a Joana conseguissem um financiamento extra.

Assim, se ao invés de terem pedido apenas os 41 mil euros para o pagamento integral da dívida decorrente dos créditos contraídos, o Pedro e a Joana podiam ter requisitado um crédito consolidado no valor de até 75 mil euros (no caso do UNIBANCO) e utilizarem o montante que lhes sobrava para criar uma almofada financeira para suportar os imprevistos sem correr o risco de entrar em endividamento.

Esta possibilidade de obter um financiamento extra através do crédito consolidado pode ser extremamente útil para, por exemplo, uma necessidade urgente, para dar um empurrão a um projeto pessoal ou para fazer obras urgentes em casa.

Ainda que a contratualização de crédito consolidado lhe vá permitir juntar todos os seus créditos num só e usufruir das vantagens que já lhe fomos apresentando, é importante que tenha sempre em atenção a sua situação financeira antes de pedir mais dinheiro do que aquele que necessita para liquidar os débitos anteriores.

Simplificação do pagamento das prestações

Até agora temos falado do crédito consolidado como uma forma de reduzir a sua taxa de esforço e fazer o seu orçamento familiar entrar nos eixos, mas esta ferramenta financeira também pode ser utilizada por quem não tem problemas financeiros, mas gostava de simplificar o seu processo de pagamentos mensais ao invés de andar a pagar várias prestações mensais em diferentes dias do mês.

Assim, com o crédito consolidado, o consumidor passa a pagar apenas uma prestação mensal num dia certo e sempre com o mesmo montante ajudando-o na racionalização e simplificação dos seus pagamentos mensais.


Partilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •