Terminal 4450: Restaurante onde a carne é a estrela

Prego do Terminal 4450
Partilhe:

Translate

“Acho que o nome steakhouse realmente é uma tendência neste momento”, diz Ricardo Rodrigues, já com o Sushiaria e o Esquina do Avesso, ambos em Leça da Palmeira, no currículo e agora com o Terminal 4450. Na dúvida sobre se será uma moda passageira ou uma tendência para ficar, decidiu, juntamente com o sócio Ricardo Ribeiro, que o seu novo projeto não teria steakhouse gravado no nome. Nem o menu seria feito só de cortes de boi.[su_spacer]

Aberto desde 17 de novembro de 2016, no Terminal 4450 há uma oferta tradicional e de petiscos, com papas de sarrabulho (a receita é a da mãe de Ricardo), pica-pau, franguinho de churrasco e até uma francesinha em pão bijou, outra mais americana com os hambúrgueres, asinhas de frango e costelinhas de porco com molho barbecue. E só depois de tudo isto é que chegamos ao grill.[su_spacer]

É nesta parte que se encontram as estrelas desta casa de restauração aberta desde novembro no antigo terminal de passageiros do Porto de Leixões: os costeletões, as alcatras, o lombo, tudo de boi. O costeletão (32€) e o bife da vazia (38€) são peças maiores, ideais para duas a três pessoas. “Pretendemos transportar as pessoas para uma dimensão mais bruta”, assume o proprietário. Daí as mesas corridas em madeira, as facas fortes personalizadas para cortar a carne, as tábuas em madeira a servir de prato. Tudo a condizer com a vista sobre o mar e o Porto de Leixões. A base da carta é do chef Nuno Castro e, a executá-la diariamente, está o seu homem de confiança, João Ribeiro.[su_spacer]

Terminal 4450

Ao almoço de terça a sexta-feira (encerra à segunda) há sempre o corte do dia onde, por 10 euros, se pode comer o couvert (pão e umas viciantes pipocas de chouriço), sopa, bebida, café e um prato que tanto pode ser naco de boi como espetada de picanha, alcatra maturada ou codornizes recheadas, para citar alguns exemplos. Variações que nem sempre se encontram no menu normal. A sobremesa é à parte, mas vale a pena gastar mais 3,50€ na tarte de maçã com custard baunilhado, ou mais 3€ na bola de berlim recheada com manteiga de amendoim. É tudo feito no Terminal 4450.[su_spacer]

Para chegar a este terminal tem de entrar num elevador (ou subir as escadas) e passar um corredor como se fosse um terminal de embarque. Quando ler o sinal de “check in” pode entrar e agarrar no original menu em forma de passaporte. Boa viagem.[su_spacer] [h2]Morada do Terminal 4450[/h2]

Avenida Doutor Antunes Guimarães, Terminal dos Passageiros (Leça da Palmeira).
Telef.: 91 985 1933.
De segunda a quinta-feira das 12h30 às 15h00 e das 19h30 às 02h00,
sexta das 12h30 às 15h00 e das 19h00 às 04h00,
sábado das 10h00 às 04h00 e
domingo das 10h00 às 02h00.


Partilhe:

1 comentário

  • Ainda não frequentei, mas, na opinião de amigos, é o local onde a confeção de pratos de carne é algo de excecional.

Comentar