Simulacro de ataque terrorista na refinaria de Leça da Palmeira

Simulacro Refinaria Leça - Matosinhos
Partilhe:

Translate

[h2]Simulacro: Dia 13, quarta-feira, a partir das 9h15[/h2]

As autoridades distritais de proteção civil vão efetuar amanhã um importante teste (simulacro) à operacionalidade dos meios de socorro da região. A ação vai estar centrada na refinaria de Leça da Palmeira, em Matosinhos, tendo por base um cenário de ataque terrorista contra um dos reservatórios de petróleo bruto ali existentes.

O alerta para a ameaça terrorista será dado cerca das 9h15, seguindo-se a explosão e o consequente derrame de combustível e incêndio, obrigando à ativação dos planos interno e local de proteção civil. Mais tarde, devido à propagação de uma nuvem tóxica que atingiria também os concelhos da Maia, de Valongo, de Gondomar, do Porto e de Vila Nova de Gaia, será ativado o plano distrital de proteção civil.

Simulacro Petrogal

Hoje de Manhã. Foto: Nelma Oliveira

 

A realização do simulacro obrigará a alguns cortes de trânsito nas imediações da refinaria e à concentração de importantes meios de socorro na zona da Exponor e da praia do Aterro.

Numa situação real, sublinhe-se, seria necessário evacuar 1313 alojamentos das imediações da refinaria (cerca de 3 mil pessoas), que seriam atingidos pela onda de calor gerada pelo incêndio do depósito. O trânsito de aeronaves de e para o Aeroporto Francisco Sá carneiro sofreria também grandes restrições relacionadas com a nuvem de fumo gerada, a qual obrigaria ainda a emitir avisos à população da região para que evitasse sair de casa. No caso deste simulacro, as ordens respetivas circularão apenas internamente a partir do centro de comando instalado na Câmara Municipal de Matosinhos.

A realização do Simulacro/Exercício terá as seguintes fases:

  • Será dado o alarme na refinaria de Matosinhos audível nas imediações e emitido o alerta;
  • Mobilização dos meios constantes do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Matosinhos para o local do sinistro;
  • Evacuação “simulada” da população para a zona de apoio à população

O exercício de simulacro decorre entre as 09H15 e as 12h00, pelo que durante esse período haverá locais com trânsito cortado ou condicionado e um invulgar movimento de viaturas de socorro nas seguintes ruas:

  • Rua Coronel Hélder Ribeiro (parque de estacionamento do aterro)
  • Rua Belchior Robles
  • Rua D. Marcos da Cruz
  • Rua Veloso Salgado
  • Av. Antunes Guimarães
  • Av. Dr. António Macedo
  • Parque de estacionamento do Mar shopping

A Câmara Municipal e todos os intervenientes no exercício agradecem a atenção e compreensão de todos os munícipes.

Qualquer esclarecimento poderá ligar: 22 939 09 00 / 22 939 85 60

Simulacro na Petrogal

Hoje de Manhã. Foto: Nelma Oliveira


Partilhe:

9 Comentários

  • Carlos Vinhal

    Essa é a pergunta que já se coloca há anos na freguesia… e que continua sem resposta, bem como um Plano de Emergência que seja do conhecimento de todos os habitantes.
    Entretanto, se quiser alguma literatura sobre o assunto deixo-lhe aqui uma sugestão, com especial atenção para a “Parte III – Pág. 14 de 23” http://www.cm-matosinhos.pt/uploads/writer_file/location/527/plano_de_emerg__ncia_externo_do_terminal_petrol__fero_de_leix__es.pdf

  • Estes simulacros correm sempre bem. São úteis para os operacionais mas pouco acrescentam aos “vizinhos” da Refinaria. O que eu gostava de ter na minha mão era um plano de fuga para, por exemplo, a Rua do Sol Poente, onde moro, em caso de catástrofe. A A28 está permanentemente congestionada e a Ponte Móvel não dará vazão em caso de afluência extraordinária de trânsito. Para onde e por onde hei-de fugir? Como se evacuam 3000 pessoas com os socorros a correr em sentido contrário para o sinistro?
    Por favor, responda quem saiba.
    Carlos Vinhal

  • Olá Ana

    Não se trata de “ler a notícia antes de a publicar”…
    O que acabou de ler é uma Nota de Imprensa enviado pela autarquia de Matosinhos, para os diferentes órgãos de comunicação social. Não acrescentámos nada à notícia!

  • Simulacro de ataque terrorista? Por favor, leiam a notícia antes de a publicarem. VER-GO-NHO-SO senhores “jornalistas”!

  • Não quero ser um migrante da Petrogal, a melhor solução será mesmo fugir.Porque criar normas que tornem esta maquina de dinheiro segura fica muito dispendioso.

  • Mas estão a fazer um teste á intrusão na refinaria?
    Ou um teste normal de combate ao fogo?
    Como sempre fazem e como querem aparecer chamaram-lhe este nome bonito!
    Com uma vedação de rede podre de 50 anos, cheia de remendos, sem cameras, nem segurança, visível.
    Tenho medo de morar aqui ao lado.
    Bem precisam de testar o combate ao fogo.

  • Peço desculpa pelas “gralhas” nas primeiras linhas do meu comentário. Lapso de escrita em telemóvel que não consegui editar.

  • Nem sei onde foram buscar a ideia de simulacro de arque terroeista pois não é isso que consta do comunicadora pagina oficial da câmara municipal: “AMANHÃ NA REFINARIA DE LEÇA DA PALMEIRA
    Simulacro de explosão testará operacionalidade dos meios de proteção civil do distrito.

    As autoridades distritais de proteção civil vão efetuar amanhã um importante teste à operacionalidade dos meios de socorro da região. A ação vai estar centrada na refinaria de Leça da Palmeira, em Matosinhos, tendo por base um cenário de explosão de um dos reservatórios de petróleo bruto ali existentes.

    O alerta será dado cerca das 9h15, seguindo-se a explosão e o consequente derrame de combustível e incêndio, obrigando à ativação dos planos interno e local de proteção civil. Mais tarde, devido à propagação de uma nuvem tóxica que atingiria também os concelhos da Maia, de Valongo, de Gondomar, do Porto e de Vila Nova de Gaia, será ativado o plano distrital de proteção civil.

    A realização do simulacro obrigará a alguns cortes de trânsito nas imediações da refinaria e à concentração de importantes meios de socorro na zona da Exponor e da praia do Aterro.

    Numa situação real, sublinhe-se, seria necessário evacuar 1313 alojamentos das imediações da refinaria (cerca de 3 mil pessoas), que seriam atingidos pela onda de calor gerada pelo incêndio do depósito. O trânsito de aeronaves de e para o Aeroporto Francisco Sá carneiro sofreria também grandes restrições relacionadas com a nuvem de fumo gerada, a qual obrigaria ainda a emitir avisos à população da região para que evitasse sair de casa. No caso deste simulacro, as ordens respetivas circularão apenas internamente a partir do centro de comando instalado na Câmara Municipal de Matosinhos.

    A realização do Simulacro/Exercício terá as seguintes fases:

    Será dado o alarme na refinaria de Matosinhos audível nas imediações e emitido o alerta;
    Mobilização dos meios constantes do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Matosinhos para o local do sinistro;
    Evacuação “simulada” da população para a zona de apoio à população
    O exercício de simulacro decorre entre as 09H15 e as 12h00, pelo que durante esse período haverá locais com trânsito cortado ou condicionado e um invulgar movimento de viaturas de socorro nas seguintes ruas:

    Rua Coronel Hélder Ribeiro (parque de estacionamento do aterro)
    Rua Belchior Robles
    Rua D. Marcos da Cruz
    Rua Veloso Salgado
    Av. Antunes Guimarães
    Av. Dr. António Macedo
    Parque de estacionamento do Mar shopping
    A Câmara Municipal e todos os intervenientes no exercício agradecem a atenção e compreensão de todos os munícipes.

    Qualquer esclarecimento poderá ligar: 22 939 09 00 / 22 939 85 60”

  • Apenas podiam dizer que vão fazer um simulacro de um incêndio e não um ataque terrorista, pois este tipo de informação provoca mais pânico na população ou estão a dar uma dica aos terroristas.

Comentar