Noticias

Animais resgatados ajudam pessoas com deficiência

Miss-Pitty

Miss Pitty não tem ainda um ano, mas a sua curta vida não tem sido fácil. Calhou-lhe na sorte um dono sem-abrigo e toxicodependente, de quem era a única companheira. Mas a relação de amizade entre os dois foi interrompida com a prisão do homem que com ela vivia na rua. Foi assim que a cadela chegou à Animais de Rua (AdR), que a colocou numa Família de Acolhimento Temporário. Sem traumas visíveis, é Miss Pitty que agora oferece a sua ajuda a um grupo de pessoas com deficiência no Centro Integrado de Apoio à Deficiência (CIAD) da Santa Casa da Misericórdia do Porto.

No dia 3 de setembro, começou a dar o seu contributo neste que é mais um projeto de responsabilidade social inovador do MAR Shopping e, que além da AdR e do CIAD, conta com a parceria da TeraPets, uma associação sem fins lucrativos que realiza atividades e projetos de terapias assistidas por cães.

Numa altura em que, segundo dados provisórios da Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária, deram este ano entrada nos centros oficiais de recolha 9.581 animais abandonados, a iniciativa, que se insere nas comemorações do Dia do Animal, assinalado a 4 de outubro, visa apelar ao não abandono, demonstrando o quanto estes animais têm para nos oferecer. A Miss Pitty deu aos 15 clientes do CIAD que, no dia 3 de setembro, participaram nas atividades organizadas em conjunto pela AdR e pela TeraPets, sensações de bem-estar, ajudando-os a reforçar a sua autoestima.

O MAR Shopping iniciou ontem, 28 de setembro, uma campanha online em que, por cada novo seguidor da página oficial do Centro Comercial, será doado 1€. O que se pretende é, até 31 de outubro, atingir um valor limite de €1.560, o necessário para que a TeraPets desenvolva por um período de seis meses Atividades Assistidas por Animais.

As atividades visam promover o bem-estar físico, social e emocional dos clientes do CIAD, que beneficiarão do contacto com cães e gatos que forem sendo recolhidos pela AdR durante esse período, sendo estas acompanhadas e orientadas pelo treinador e por uma técnica da TeraPets.

O valor angariado pelo MAR Shopping permitirá garantir atividades com uma periodicidade semanal, envolvendo cerca de três cães e outros tantos gatos, alguns dos quais portadores de determinadas limitações, que apoiarão cerca de 60 clientes do CIAD durante os seis meses de atuação.

“Os nossos cães, a XS, a Mel e a Surya, foram também resgatados da rua, reabilitados e treinados para nos assistirem nas atividades que desenvolvemos. Quais são as vantagens? Resumidamente, o cão funciona como uma espécie de desbloqueador de emoções. Temos utentes que não falam connosco mas sim com o cão”, conta João Pedro, treinador de atividades assistidas por animais na TeraPets.

Já, para a AdR, a participação de cães em situação de risco num projeto como este “é um sonho realizado”. “Demonstrar o quanto recebemos dos animais é a melhor mensagem que podemos transmitir àqueles que ainda os veem e tratam como objetos. Como comprova este projeto, eles podem ajudar-nos a superar as nossas próprias limitações”, congratula-se Cláudia Martins.

Habituada a promover competências e a estimular a superação de dificuldades individuais, Cátia Lucas, terapeuta ocupacional no CIAD, afirma: “Os clientes do CIAD beneficiam de sessões de hipoterapia, com as quais verificamos resultados excelentes. Com este apoio, podemos estender as atividades com animais a um maior número de pessoas, desta vez com cães”.

in Local.pt

Partilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
sendinblue

Leave a Reply