Noticias Saúde

ARS Norte atribui origem do surto a torres de fábrica em Matosinhos

Instalações Fábrica Longa Vida

A Administração Regional de Saúde do Norte atribui a origem do surto de legionella às torres de refrigeração da Longa Vida, em Matosinhos. Em comunicado, a ARS informa que se verificou uma diminuição acentuada de casos desde que as torres da fábrica foram suspensas, a 17 de novembro, mas admite a possibilidade de surgirem novos casos fora das zonas deste surto que afetou Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim.

O surto de legionella nesta região já matou dez pessoas e fez 88 infetados.

Em colaboração com a direção-geral da saúde, a ARS Norte garante que que vão ser tomadas todas as medidas adicionais que se revelem necessárias para o controlo da situação.

RTP

Partilhe:
  • 94
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    94
    Shares
  • 94
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
sendinblue