Noticias

Leixões irá condicionar o acesso de veículos ligeiros à área portuária

Porto de Leixões

Mais um passo para o processo de descarbonização

Esta quarta-feira, 24 de março, foi assinado um Protocolo de Colaboração que define as novas condições de acesso e trânsito de veículos ligeiros ao porto de Leixões a vigorar a partir de 1 de janeiro de 2022.

No grupo de trabalho resultante deste protocolo e liderado pela Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), participam a Associação GPL – Empresa de Trabalho Portuário do Douro e Leixões, o Sindicato dos Estivadores, Conferentes e Tráfegos dos portos do Douro e Leixões, e os operadores portuários TCGL-Terminal de Carga Geral e Granéis de Leixões e o TCL – Terminal de Contentores (Yilport Leixões).

Este protocolo reflete um compromisso de descarbonização do porto de Leixões assumido pelos vários intervenientes no ecossistema portuário. Diariamente, são mais de mil as viaturas ligeiras que entram no porto de Leixões, libertando, aproximadamente, um total de 246 Kg de emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera. Para além de contribuir para a diminuição das emissões, as novas regras e procedimentos irão também aumentar a segurança e a proteção dentro daquela área portuária e libertar mais espaço para as operações portuárias.

O grupo de trabalho irá definir as medidas necessárias à implementação do condicionamento do acesso e trânsito de veículos ligeiros e aumento da segurança e proteção na área portuária, incluindo o “Passaporte de Segurança” e o modelo de “Indução Básica de Segurança” para os utilizadores do porto. Irão ser também avaliados novos locais de acesso pedonal e estacionamento, o modelo de operação do shuttle portuário elétrico, o reforço da infraestrutura de apoio à mobilidade elétrica, entre outros temas.

Assinatura do Protocolo
Assinatura do Protocolo

Partilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
sendinblue