Covid-19Grande Porto

Mercadona reforça doação às estruturas de apoio Covid-19

Militares do Regimento de Transmissões do Porto a descarregar a doação da Mercadona

Ação insere-se no Plano de Responsabilidade Social da empresa, que em 2020 doou mais de 1.200 toneladas de produtos a diversas instituições


A Mercadona reforça o seu Plano de Responsabilidade Social durante a situação de crise de saúde causada pela Covid-19, que atualmente atravessa o pior momento no nosso país. Além de colaborar com diversas instituições que ajudam no apoio a famílias carenciadas, a empresa é parceira de oito Estruturas de Apoio de Retaguarda que acolhem utentes vítimas da Covid-19, de Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) e dos Lares Residenciais (LR) no Norte do país. Estes espaços têm como finalidade receber doentes com capacidade para continuar a sua recuperação fora dos hospitais, mas que não têm retaguarda nem condições em casa ou nas instituições onde vivem.

Estas oito estruturas estão localizadas na região Norte de Portugal, mais concretamente no Porto, Viana do Castelo, Braga, Bragança, Aveiro e Vila Real, com capacidade máxima para apoiar 517 pessoas. Numa primeira fase da pandemia, em abril de 2020, a Mercadona doou 11.500 quilos de produtos, e reforça agora o seu apoio com uma segunda doação de bens essenciais para garantir boas condições de higiene e limpeza das estruturas.

Esta segunda doação, realizada no passado mês de janeiro, teve como objetivo dotar estas estruturas de produtos necessários para a limpeza, higiene e cuidado pessoal. O material entregue nas instalações do Regimento de Transmissões, no Porto – local utilizado como apoio logístico –, será agora distribuído pelas Forças Armadas às oito Estruturas de Apoio de Retaguarda Covid-19.

Combate à pandemia une comunidade

O secretário de Estado da Mobilidade e Coordenador do Combate à Pandemia de Covid-19 na Região Norte, Dr. Eduardo Pinheiro, destaca que “o combate à pandemia tornou-se a maior batalha que temos enquanto sociedade. Só com o empenho e cooperação de todos, cidadãos e instituições, iremos ultrapassar este momento difícil. O donativo da Mercadona é prova disso, é um exemplo de solidariedade e de cooperação com a comunidade. A conjugação de esforços fará com que possamos reforçar as respostas nas nossas Estruturas de Apoio e Retaguarda, servindo melhor os cidadãos, sobretudo os mais frágeis.”

Ana Mendia, Diretora de Responsabilidade Social da Mercadona Portugal, afirma que “com a situação difícil que vivemos, a Mercadona comprometeu-se desde o início a apoiar as Estruturas de Apoio de Retaguarda que foram criadas para acolher vítimas da Covid-19. Para nós é muito gratificante poder colaborar nesta iniciativa que tanto tem apoiado as vítimas da pandemia, bem como, permitido aliviar a pressão que se vive atualmente nos Hospitais.”

  •  
    1
    Share
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •