Operado a tumor que era afinal um pedaço de dentadura

Hospital Pedro Hispano
Partilhe:

Translate

João Costa Alves vai processar o hospital de Matosinhos que o sujeitou a uma traqueotomia potencialmente desnecessária.

Um homem de 86 anos processou o Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, por ter sido erradamente diagnosticado e submetido a cirurgia para extrair um tumor na laringe. Afinal tratava-se apenas de um pedaço de dentadura.

Ao Jornal de Notícias, a família garante que João Costa Alves, após dias de internamento, imobilização, dificuldades respiratórias, uma cirurgia que suspeitam desnecessária e duas semanas de complicações pós-intervenção, “ficou com um buraco na garganta por manifesta grosseira negligência médica”.

Na sequência de exames médicos que detetaram um “tumor na laringe” de cerca de “três centímetros”, a família teve de autorizar uma “traqueotomia” e uma “biopsia”, uma vez que o doente não conseguia falar.

Durante a operação, uma das filhas recebeu um envelope onde estava a dentadura do pai, mas só no dia seguinte é que a família foi informada do equívoco: em vez de um tumor, o que obstruía a laringe era um pedaço da dentadura.

Segundo o advogado do hospital, as “boas práticas” aconselhavam a retirada do corpo estranho, detetado através de uma tomografia axial computorizada (TAC), através de traqueotomia e laringoscopia.

in noticiasaominuto


Partilhe:

1 comentário

  • Médicos Estrangeiros nos Hospitais é para nos matar, porque não teem sangue latino e estão-se marimbando para os Portugueses.

Comentar