Ordenação sacerdotal de frei Márcio Carreira, dia 3 de julho

Frei Márcio Carreira

Partilhe:

Translate

Frei Márcio André Guedes Carreira, de 33 anos, pertence à Ordem dos Frades Menores Franciscanos. Atualmente está a residir em Leça da Palmeira onde também exerce o seu diaconado, mais concretamente na Capela dos Padres Franciscanos. Trabalha no campo da pastoral social e caritativa, na cidade do Porto, na catequese e pastoral juvenil. Dá assistência espiritual a vários grupos de estudantes católicos da universidade do Porto e a vários movimentos laicais.

É natural de Tornada, Caldas da Rainha, e será ordenado padre no dia 3 de julho, pelas 16h00, na Igreja de Santa Maria de Belém, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa. No dia 17, pelas 15h30, celebrará a sua missa nova no adro da Igreja Paroquial de Tornada, seguida de jantar de partilha e de convívio no Grupo Desportivo Recreativo de Tornada.

Frei Márcio é colaborador assíduo nas cerimónias religiosas realizadas na Igreja Paroquial e também por isso, no passado dia 17 de junho, a paróquia de Leça da Palmeira organizou uma vigília de oração pela sua ordenação sacerdotal, a qual frei Márcio Carreira qualificou como “tão terna e amiga”.

Dessa Vigília, partilhamos excertos do testemunho de Frei Márcio: “… Sou natural de Tornada, Caldas da Rainha, filho único, 33 anos e nasci no seio de uma família cristã. O meu pai e a minha avó iniciaram-me nos valores da oração e da Eucaristia, e a minha mãe nos valores de servir e amar o outro como meu irmão. Perdi o meu pai, vítima de doença prolongada, quando tinha 6 anos. Nessa altura, tive mesmo que dar passos “a mais” no meu crescimento, pois muitas mudanças iam surgir na minha vida. Entretanto, a minha ligação à Igreja tornou-se cada vez mais forte, tratando-se de uma certa “química” com as coisas do Senhor. Aos 12 anos tornei-me acólito e aos 15 anos fui convidado a ser catequista.

A minha adolescência foi marcada por uma vivência cristã muito ativa: fui membro da Pastoral Juvenil do Patriarcado de Lisboa; responsável de catequese e acólitos; trabalhei no Banco Alimentar e na Associação de Ajuda aos Sem-abrigo; atuei como voluntário no hospital; entre outras inúmeras atividades… Frequentei o Pré-Seminário de Lisboa e os Passionistas… sendo que os franciscanos cruzaram-se comigo e encontrei verdadeiramente aquilo que sentia ser a vontade de Deus na minha vida… Depois dos Votos perpétuos em 2020, fui convidado a iniciar o ano novo de 2021 noutras paragens. Vim para Leça da Palmeira e Porto… sou responsável por uma despensa social no Porto (que me ajuda a tocar no coração do outro), responsável do grupo de jovens… Em 2021 fui ordenado diácono.

Termino o meu testemunho com uma pequena oração: Senhor, faz-me trilhar a Estrada da Liberdade. Ajuda-me a ver nos meus braços cansados asas para voar; nos obstáculos mais difíceis, desafios que me moldam; nos meus limites, portas para transpor o amanhã. Recorda-me, em cada dia, que estou prometido à imensidão e à transparência. Há uma arte do Ser em mim, que eu descubra humildemente e ao mesmo tempo vibrante, acreditando ser amado, olhado e valorizado por Deus, tal como sou. Que o sentido desta aventura interior do Sim desafiante e confiante seja alimentado pelo Pão da vida, tendo a capacidade de pedir ainda o desejo e o espanto. Por isso, Pai, estou em tuas mãos…”

Pagela ordenação sacerdotal Frei Márcio Carreira


Partilhe: