Recinto do «EDP Beach Party 2016» está há 5 dias por limpar

EDP Beach Party
Partilhe:

Translate

É de lamentar que 5 dias após a realização do festival “EDP Beach Party 2016”, no relvado junto à praia do Aterro Norte, o recinto ainda se  encontre no estado lastimável que as imagens documentam. Todos os anos é o mesmo lixo…  Este ano apenas mudou de local. Para quem ali passa todos os dias e serão centenas de pessoas, locais e estrangeiros, a paisagem é no mínimo degradante.

A pergunta que impõe neste momento é saber até quando esta situação se vai manter? Já deu para perceber que os leceiros estão atentos a estas situações e que não se compadecem com desculpas ou jogos do “empurra” de responsabilidades.

Fotos: José Cereja


Esclarecimento enviado pela Rádio Nova Era

Em resposta a esta nossa notícia, enviada pelo nosso leitor José Cereja, e publicada no passado dia 7, recebemos hoje, dia 9 de Julho, da Direção da Rádio Nova Era, o seguinte esclarecimento cujo conteúdo transcrevemos na íntegra.

Exmo. Senhor José Cereja,

Tomámos no dia de hoje – 08-07-2016 – conhecimento da publicação da sua autoria efetuada no website e na página do facebook “Leça da Palmeira” no dia 07-07-2016 e, por conseguinte, vimos prestar a V. Exa. os seguintes esclarecimentos, na qualidade de promotores do evento “EDP Beach Party”:

1. O evento em causa iniciou-se cerca das 16 horas de sexta-feira, dia 1 de julho e terminou cerca das 4h. de domingo, dia 3 de julho;

2. No decurso do dia de domingo, 3 de julho, foi efetuada uma primeira e profunda operação de limpeza do recinto do evento;

3. Nesse mesmo dia, 3 de julho, iniciou-se a operação de desmontagem de toda a estrutura;

4. Como não ignorará, a estrutura deste evento compreende várias toneladas de material, cuja montagem e desmontagem dura vários dias.

5. Como é evidente, a limpeza de eventual lixo acumulado debaixo de componentes da estrutura, como o palco, ou os contentores de apoio, apenas após a sua desmontagem pode ser removido;

6. Desmontagem que ficou concluída na quarta-feira, dia 06 de julho e, com ela, a total e completa limpeza de todo o local;

7. Sendo que no dia de ontem, 07 de julho, as equipas de limpeza percorreram novamente todo o espaço onde decorreu o evento, para certificação de uma limpeza total e completa.

8. Deste modo, não corresponde à verdade que no dia 07 de julho – data da sua publicação – o recinto “estivesse por limpar”, tal como não podem datar de 7 de julho as imagens que publicou.

9. A deturpação da realidade existente na sua publicação é suscetível de lesar a boa imagem do evento em causa, da sua promotora e das entidades envolvidas na organização, pelo que lhe solicitámos a publicação nas mesmas páginas web do presente esclarecimento.

10. Uma última nota para enaltecer o respeito que sempre nos mereceram e continuarão a merecer o Concelho de Matosinhos e a União das Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira que sempre procurámos dignificar com os nossos eventos, contribuindo ainda para a sua boa divulgação nacional e internacional.

Com os melhores cumprimentos,

Rádio Nova Era
A Direção,


Resposta do nosso leitor José Cereja ao esclarecimento enviado pela Rádio Nova Era

“Exmos. Senhores

Tomei hoje, dia 9 de Julho, conhecimento do vosso esclarecimento. Quero informar que vivo em Leça da Palmeira, mesmo ao lado do farol. Todos os dias passeio com a minha mulher e o meu cão, pelo passadiço. Assisti à montagem e desmontagem de toda a estrutura. Sem dúvida, que um festival desta natureza movimenta toneladas de material. E sem dúvida que demora a desmontar. Sei tudo isso.

Assisti, da mesma forma, em anos anteriores quando o festival se realizava em plena Praia do Aterro. E tal como em anos anteriores, depois da desmontagem, fica o lixo. Não é verdade que a limpeza ficou feita no dia 6 de Julho. No dia 7 de Julho, pelas 13.00, tirei as fotos que enviei. Não gosto que me chamem de mentiroso e que me acusem de deturpar a realidade, tal como fazem no vosso item 8 e 9. Essa acusação é muito grave. Partilhei-as no dia em que as tirei. E mais posso adiantar, que no ano passado, o mesmo aconteceu, com garrafas e confetis prateados, dourados e de outras cores deixados na praia e nas dunas, que se mantiveram por meses. Da urina deixada na praia, que obrigou as autoridades a selarem a zona, a bem da saúde pública. Esta situação foi reportada pelo Jornal de Notícias na altura.

Não iria de modo algum lesar a boa imagem do evento, da sua promotora e das entidades envolvidas na organização, se tal não correspondesse à verdade. Sou um cidadão que tenta estar atento ao que se passa à sua volta e não deixo, nunca, de me pronunciar e de denunciar, quando vejo a minha terra ser desrespeitada.

No dia 8 de Julho, à tarde, voltei a passar no local e reparei que já tinha sido retirado a maioria do lixo (provavelmente no seguimento da nossa denúncia), tendo dado lugar a centenas de gaivotas a terminar a limpeza.

Melhores cumprimentos

José Cereja”
Nova Era Beach Party

Foto enviada por José Cerejo


Partilhe:

10 Comentários

  • Fui eu que tirei as fotos e já enviei para o site da junta hoje mesmo com o dia e hora em que foram tiradas . quinta feira dia 7 às 12.38

  • Bom dia. Também fui àquela praia com a família na tarde da passada quarta-feira e posso confirmar o intenso cheiro a urina a meio do passadiço, junto a uma área arborizada. As crianças até correram tapando o nariz. Será uma situação infelizmente normal nestes concertos.
    Também ainda se via bastante lixo espalhado e movimentação de pessoas e veículos.

  • Fazendo apelo a uma paciência, que sinceramente nem sei se tenho, mas como infiro pelo seu léxico que o meu caro até é uma pessoa bem formada, digo-o pela 3ª vez – NADA TENHO CONTRA A NOVA ERA BEACH PARTY! Até já por lá passei quando era no areal do Aterro. MINHA opinião: dever-se-ia manter no areal; SUA opinião: este novo local é óptimo. Eu mantenho a minha, você mantém a sua, mas faça-o sem insultos s.f.f., que não me conhece de lado nenhum, pode ser? A isto chama-se LIBERDADE de opinar, e pode fazê-lo sem insultar ninguém.

    Não fui eu que publiquei as fotos do artigo; se fosse, teria tido o cuidado de juntar uma foto da capa dum jornal diário para certificar o dia em questão. Não sei por isso em que dia foram tiradas, nem me interessa. Respondi ao 1º leitor, que comentou a noticia indignado, dizendo “na 4ªf 6-7-16 já estava tudo limpo” – Mantenho a minha resposta – pois na 5ªf 7-7-16 ainda andavam a apanhar lixo!

    Calhou que a NOVA ERA publicasse aqui mesmo um esclarecimento onde corrobora o que acabo de dizer- na 4ªf dia 6 continuavam as operações de limpeza, desmontagem da estrutura, que foram dadas como concluídas na 5ªf dia 7. E então? Não concorda? Fale com a NOVA ERA! Já agora aproveite e pergunte-lhes se estou a mentir quando MANTENHO que nessa 4ªf dia 6, de tarde, foram lavados (tendo a água residual sido despejada no local, vi-o) e recolhidos vários urinois (semelhantes a estes – http://img.edilportale.com/products/prodotti-140540-prel180de0f2591048cc8fd0a10d3beb33aa.jpg).

    Talvez na 3ªf dia 5 o caríssimo tenha feito a sua corrida diária com tal empenho que não tenha reparado na presença dos ditos cujos WC’s; assim como lhe passou ao lado o cheiro nauseabundo a urina no passadiço de acesso, da estrada até a praia.

    Ou seja, uma correcção minha (validada agora pela NOVA ERA) ao comentário do Sr. António Monteiro fez de mim alvo de um chorrilho de insultos.

    Em conclusão; se o Sr. anda com algum problema com a vida, lamento sinceramente mas guarde-o para si ou sublime-o de uma outra forma, aprenda a conversar… O que relatei são factos! Percebeu agora? FACTOS (repito, corroborados pelo comunicado da NOVA ERA), e contra factos não há argumentos!

    P.S. – Tenha vergonha à vontade de, tal como eu, morar em Leça. Se essa vergonha for insuportável, tem bom remédio.

    P.S.S. – Esteja também à vontade para voltar a comentar; desde já o informo que se a sua dialéctica se mantiver ao nível da actual, abster-me-ei de perder tempo a retorquir. Deixo-lhe a satisfação de ter a última palavra.

    Cumprimentos

  • Ps – o seu calendário é tão susceptível ao seu propósito de mal dicência que até se adiantou. Eu VI até porque corro todos os dias naquele passadiço que nenhum wc estava lá terça de manhã… A vossa ânsia de mal dizer é TANTA que altera o calendário… E faz com que publiquem fotos com zoom e tiradas no domingo…
    Entretanto, vou verificar se algum dos meus vizinhos do prédio é Jose Ferreira…Ah! Aposto que não…
    Passe bem.

  • Caro “Jose Ferreira ” Este seu comentário diz tudo. Mais do que se preocupar com problemas de leça preocupa se atacar… O que se faz noutros sítios é que é bom. O sr foi fazer a fiscalizaçao do parque da cidade apos o primavera?! Deve ser verdade… Era bem feita que levassem a festa pra outro sitio. As vossas mentes sao muito pequenas, mesquinhas e mentirosas…e depois Chamem os brasileiros do rock in rio pra fazer a beach party de leca pra ver se levam o dinheiro pra fora do pais. Isso é que é bom…vamos continuar a dizer mal. Viva os tugas…
    Tenho vergonha de morar em Leça e ter pessoas assim como o “Sr.” como vizinho, vergonha!

  • Caro “Rui Silva” (não sei porque colocou o meu nome entre aspas, mas retribuo o favor…).

    Comecemos então… “DIFAMAR” significa MENTIR perante outros acerca de algo que alguém disse ou fez. Acontece que EU VI e (desgraçadamente) CHEIREI! Fui a praia do aterro norte na 4ª e ontem. Na 4ªf ainda havia muito lixo pelo chão e estavam a retirar os WC’s portáteis, não sei o que fizeram ao “conteúdo”, apenas testemunhei a lavagem dos mesmos (cuja água residual ficou por lá). Ontem ainda apanhavam o lixo remanescente.

    Não nutro ódios, e palas deve usar V. Ex.ª. Tocou num ponto interessante – Aquilo de facto não é um parque da cidade, ergo, se como tal não é utilizado, talvez também não o devesse ser para o efeito que foi – mas quanto a isso até dou de barato. Não tenho qualquer problema em que tenham prolongado a limpeza por alguns dias – é logisticamente expectável. Agora não venham para aqui dizer que “na quarta-feira estava tudo limpo” – isso sim, é mentir! Tenho pena de não me ter dado ao trabalho de tirar umas fotos com o lixo espalhado, talvez assim não me chamasse mentiroso.

    Quanto a Beach Party em si; não tenho nada contra. E até no mesmo local, Porque não? Só peço que haja profissionalismo na sua organização. Devo recordar que o Primavera Sounds é no Parque da Cidade e a coisa até corre bem, certo? Logo não é o local que está em causa; é o “dia seguinte”. Não sei se o caríssimo la foi esporadicamente, mas acontece que é a praia que frequento e testemunhei o “antes” e o “depois”. Não estou a mentir, se sou feio até pode ter razão, e baixo nível só mesmo o dos “badalhocos” que não conseguem deitar os seus resíduos num recipiente apropriado.

    Cumprimentos

  • “José Ferreira” pode continuar a difamar…Quem nao sabe é como quem nao ve.
    E voces só sabem e veem aquilo que as vossas palas permitem…odio portudo e por todos.
    Mas quantas pessoas usam aquele local? é um parque da cidade?
    Mesmo que estivesse sujo, o que nao esta, nao incomodava ninguem…Apenas mentes pequenas comos as vossas que nao entendem que o evento faz com que hoteis, comerciants e restaurantes façam muito negocio, ajudando o concelho a ser conhecido. Mas nao é melhor criticar, dizer mal, por abaixo…e MENTIR! FEIO! e de baixo nivel…

  • Ai sim??? Ontem, 5ªf 7-7-16, fui a praia do aterro norte, passei lá no passadiço e ainda andavam a apanhar lixo. Experimente percorrer o caminho no passadiço até a praia e a meio será “brindado” com um tal cheiro a mijo que até lhe dá vontade de fazer o resto do percurso a correr.
    Pondo de lado a questão ambiental (afinal proíbe-se a circulação em zona dunar, e depois autoriza-se espezinhar a mesma zona???…) não sou contra eventos, sou é contra o amadorismo na organização dos mesmos.

  • Esta notícia é falsa ! Na quarta (anteontem) , 1 dia antes desta notícia ter sido publicada passei por lá e ja estava tudo limpo .
    Acho lamentável este tipo de difamação para um evento que trás tanta visibilidade e dinamismo a Leça da palmeira !

Comentar