Primeira unidade de cuidados paliativos pediátricos abre este mês em Matosinhos

unidade de cuidados paliativos pediátricos

Partilhe:

Translate


A primeira unidade de cuidados paliativos pediátricos do país abre este mês, de forma experimental, em Matosinhos, no distrito do Porto, disponibilizando 10 lugares para internamento e outros tantos para ambulatório, anunciou hoje o Governo.

«Era uma área que estava mais deficitária, aliás, nem sequer existia» e vai localizar-se numa zona de «grande vulnerabilidade social e clínica, onde a exigência de resposta era premente», afirmou à agência Lusa o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, no final de um encontro da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), que decorreu na Universidade de Évora.

Na sessão de encerramento, em que interveio, o titular da pasta da Saúde revelou que a nova unidade, designada «O Kastelo», vai ser inaugurada no dia 24 deste mês pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

O Kastelo está pronto! A primeira unidade de cuidados paliativos pediátricos do país. 

A Associação NOMEIODONADA IPSS tem como projeto futuro implementar uma Unidade de Cuidados Continuados e Paliativos para crianças dos zero aos dezoito anos. É um projeto pioneiro em Portugal, que irá englobar todas as crianças com patologia crónica.

Kastelo – Primeira Pedra

As crianças portuguesas com este tipo de necessidades não tem sido abrangidas pelos projetos do Serviço Nacional de Saúde, sendo ignoradas e esquecidas ficando internadas por longos períodos nos Serviços de Pediatria cujo objetivo não passa só por este tipo de doentes. Verificando-se o comprometimento do vinculo familiar e do próprio desenvolvimento infantil, provocando, por vezes, a desestruturação familiar devido à conjuntura social.

O Centro Hospitalar do Porto, cedeu uma casa, que lhe foi doada com o objetivo de ser utilizada exclusivamente por crianças doentes, localizada na Rua Godinho Faria nº 399 em São Mamede de Infesta, Matosinhos. Para dar início a este projeto, é necessário adaptar a casa às necessidades das crianças que necessitam de cuidados continuados e paliativos.


Partilhe:

3 Comentários

  • Parabéns pela concretização deste sonho. Isto sim são bons exemplos de cidadania. Um enorme bem haja a todos aqueles que estiveram na génese deste projecto. Muito sucesso para os mentores e todos aqueles que virão a usufruir deste espaço. Por mim muito obrigado
    Paulo Almeida

  • Este palacete integrado na Quinta da D.Marta Ortigão Sampaio Sequeira, propriedade deixada por testamento ao Hospital D.Maria Pia, do Porto.
    Na altura da divisão do espólio deu altas discussões nos média, com alguém a a apropiar-se da grande valia do recheio deixado.
    Ver jornais da época.

  • É destas iniciativas de que Matosinhos se deve orgulhar.

Comentar