Desporto

Leça FC “tomba” Arouca da Taça de Portugal

Golo Leça Taça de Portugal

O Leça, do Campeonato de Portugal, eliminou este domingo o Arouca, da I Liga, por 2-1 nos penáltis, após um empate a um golo no final do tempo regulamentar e prolongamento, e continua na Taça de Portugal de futebol.

A jogar em casa, a equipa do quarto escalão do futebol português adiantou-se no marcador aos 33 minutos, com um golo de Nuno Barbosa, mas o Arouca chegou ao empate aos 89, por intermédio de Eboué Kouassi.

No prolongamento o empate manteve-se, com o Leça, atualmente em terceiro lugar na série C do Campeonato de Portugal, a marcar duas grandes penalidades, enquanto o Arouca, 16.º da I Liga, apenas marcou uma e acabou eliminado.

O Arouca é a segunda equipa da I Liga a cair na terceira eliminatória da Taça de Portugal, depois de o Marítimo ter sido também eliminado na partida frente ao Varzim.

Leça 1-1 Arouca

Guarda-redes do Leça inspirou-se em Diego Alves para afastar Arouca

“O Diego Alves, do Flamengo, é uma inspiração. Foi um especialista em penáltis em Espanha [ao serviço de Almería e Valência] e usa muito o jogo psicológico. Sempre fiz isso, costuma correr bem e hoje assim foi”, contou aos jornalistas o jogador, de 23 anos, ‘herói’ improvável da partida disputada no Estádio do Leça FC.

Com quatro defesas em cinco remates, Gustavo Galil empurrou o Leça, atual terceiro colocado da Série C do quarto escalão, para a vitória sobre o Arouca, 16.º da I Liga, no desempate da marca dos 11 metros, por 2-1, após o empate 1-1 no prolongamento.

“Não digo que seja um especialista. Costumo defender alguns penáltis, trabalho muito durante a semana e fui feliz. Consegui fazer um jogo psicológico com eles e deu certo. Importante é que passámos. Já tinha defendido dois penáltis há dois anos contra a Oliveirense aqui também para a Taça de Portugal, mas quatro é inédito e não sei quando farei isto de novo, porque realmente não é uma marca fácil de alcançar”, reconheceu.

A ineficácia de Tiago Araújo, João Basso, Tiago Esgaio e Bukia, intercalada com a frieza de David Calderón e Luís Neves, eternizaram uma tarde de ‘sonho’ para o brasileiro, que não foi capaz de evitar o golo do empate do arouquense Eboué Kouassi a um minuto do fim do tempo regulamentar, em reação ao tento matosinhense de Nuno Barbosa, aos 33.

“É um sentimento difícil de descrever. Não direi com falsa modéstia que não fui talvez o grande nome desta decisão. Sei que fui e sei dessa responsabilidade, mas estou ali para isso e só foi possível graças a todo o espírito de sacrifício dos meus companheiros, da equipa técnica e do ‘staff’. É uma vitória do Leça e fico feliz por ter ajudado”, analisou.

Habitual suplente de João Pinho no Campeonato de Portugal, Gustavo Galil já tinha sido titular nas rondas anteriores da Taça de Portugal, contribuindo para os triunfos sobre Lusitânia de Lourosa (1-0), da Liga 3, e Sporting de Pombal (4-0), dos escalões distritais.

Bancada Sócios Leça FC
Bancada Sócios Leça FC

Presidente do Leça espera mais adeptos no estádio após eliminar Arouca

“Isto faz catapultar a disponibilidade das pessoas e a alegria dos jogadores e da massa associativa. Precisamos de mais adeptos em volta do clube e estamos a fazer uma campanha com alguma projeção para que haja mais sócios. É evidente que uma vitória destas transcende aquilo que no início da época não pensaríamos”, frisou aos jornalistas António Pinho, no final do jogo disputado no Estádio do Leça FC, em Leça da Palmeira.

“É um sentimento de satisfação e alegria, como devem compreender. Fizemos o nosso papel e conseguimos aguentá-los. Agora, vamos ver o próximo adversário. Estamos a tentar recuperar aquilo que não conseguimos na época passada. Vamos ver se, com calma e serenidade, conseguimos lá chegar em 2021/22. As coisas não estão a correr mal, mas há um longo caminho a percorrer”, analisou o líder máximo dos leceiros.

Depois de ter saboreado às vitórias sobre Lusitânia de Lourosa (1-0), da Liga 3, Sporting de Pombal (4-0), dos escalões distritais, e Arouca, António Pinho não esconde que preferia medir forças com “um pequenino” na quarta eliminatória da Taça de Portugal.

“Venha um pequeno ou um ‘grande’, vamos fazer o nosso melhor para tentar vencer e levar bem alto o nome do Leça. É evidente que sofri muito, até porque este dia não foi muito pacífico para mim fora do futebol. No entanto, as coisas já estão retemperadas e agora vai-se até casa e descansa-se. Segunda-feira será outro dia”, contou.

Plantel Leça FC - Taça de Portugal
Plantel Leça FC

Fotos: Leça FC


Partilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • 8
  •  
  •  
  •  
    8
    Shares
  •  
  •  
  •  
  • 8
  •  
  •  
  •  
  •