Desporto

Leça lidera isolado sob a batuta de Isaac Boakye

Leça lidera isolado sob a batuta de Isaac Boakye

O Leça venceu ontem em casa o Valadares por 1-0, em jogo da quarta jornada da Série B do Campeonato de Portugal, liderando de forma isolada o comando da Série sob a batuta do golo de Isaac Boakye.

Sem mudar nenhuma agulha em relação ao último encontro do campeonato frente ao Lusitano de Vildemoinhos, a formação leceira começou a comandar no jogo, transportando a iniciativa de jogo, trancando os seus adversários para procurarem o contra-ataque, sempre que possível.

O Leça 2019/2020 apresenta-se apetrechado de soluções para dar e vender, com um excelente onze base, combinado com a qualidade que o banco ao comando de Domingos Barros tem.

A procura constante nos passes de rutura e de profundidade pelas alas através das incursões dos velocistas Isaac Boakye e de Adilson foram uma constante ao longo do encontro, com a equipa a circular muito bem a bola e a tratar-a por tu.

Aos 12 minutos, Adilson teve nos seus pés a primeira grande oportunidade do jogo, após uma excelente incursão pela direita, que deixou pregado ao relvado Igor. Na jogada seguinte, o maior lance de perigo do Valadares, desmarcação de Taofiq após passe açucarado de Jonathan com a bola a bater com estrondo no poste direito da baliza de Jorge Cristiano.

Leça lidera isolado sob a batuta de Isaac Boakye

O domínio a partir daqui seria total para o Leça, faltando sempre a definição no último terço ou no momento da finalização. Aos 15 minutos, arrancada de Pedro Prazeres com Fábio a fazer um corte precioso e crucial e depois aos 18, jogada elaborada por todo o meio-campo do Leça, que chega a Zé Carlos que remata com estrondo aos ferros da baliza gaiense.

Zé Carlos mostra mais uma vez que consegue transcrever a sua posição de lateral esquerdo na perfeição, conseguindo ser peça fundamental nas arrancadas para os cruzamentos curtos ou longos para a cabeça do ponta de lança.

O Valadares não reagia, limitava-se a defender e o guarda-redes leceiro Cristiano não passava de um mero espetador. A formação gaiense tinha fio de jogo, mas faltava a ligação entre linhas para traduzir a teoria em prática.

Aos 40 minutos Pecks obriga Igor a defesa apertada e aos 44, o avançado gaiense João Sousa teve nos seus pés a enorme oportunidade de chegar ao tento, após ter desfeiteado dois adversários leceiros com Cristiano a aplicar-se.

Na segunda parte um festival de oportunidades para o Leça, mas foi aos 52 minutos, que novamente João Sousa teve nos seus pés um remate potente que passou rente ao poste.

A partir daqui a formação ao comando de Alexandre Ribeiro já tinha esgotado as substituições com as entradas de George, João Rodrigues e Cristiano para refrescar o ataque do Valadares e dar-lhes novas soluções, mas sem a eficiência desejada.

As entradas de Vieira e João Paulino para os lugares de Pedro Prazeres e Adilson tentavam abanar com a defesa do Valadares, com o sistema tático 4x4x2 a ser infrutífero para uma muralha defensiva bem apetrechada. Foi então que após o caboverdiano João Paulino ter entrado, que chegou o único golo do encontro.

Isaac Boakye arranca da direita e tenta desfeitear os adversários com fintas corpo a corpo, dando a bola ao maestro do meio-campo Nelsinho e após muita insistência e persistência, o avançado ganês finta três adversários para aos 78 minutos colocar a bola no fundo das redes.

Enorme explosão de alegria dos adeptos e sócios leceiros que encheram a bancada central do estádio.

Com maturidade, o Leça geriu bem a vantagem até ao final.

Com este resultado, o Leça lidera a Série B do Campeonato de Portugal só com vitórias, o que perfaz 12 pontos.

Na próxima jornada, o Leça vai ao terreno do Amarante, este domingo, às 15:00.[su_spacer][su_spacer]

Ficha de Jogo:

Leça: (Domingos Barros): Cristiano, Zé Carlos, Pecks, Claúdio Borges, Paulo Lopes, Samuel Teles, Nelsinho, Bruno Simões, Pedro Prazeres (Vieira, 67), Isaac Boakye (Jair, 88) e Adilson (João Paulino, 77).

Valadares: (Alexandre Ribeiro): Igor, Vítor Lobo (Cristiano, 75), Fábio, Quichini, Junior, Jonathan (George, 54), André Cosme, João Sousa, João Beirão (João Rodrigues, 63), Pedro Silva e Taofiq.

Cartões Amarelos: Quichini (43) e André Cosme (68).

Árbitro: Marco Cruz (AF Porto)[su_spacer][su_spacer]

RESULTADOS Série B:

Arouca – Felgueiras, 2-1
Pedras Rubras – Amarante, 3-2
Paredes – Lusitânia Lourosa, 0-0
Sanjoanense – Canelas 2010, 1-0
Leça – Valadares Gaia, 1-0
Gondomar – Trofense, 1-0
Vila Real – Coimbrões, 1-1
Ginásio Figueirense – Sporting de Espinho, 1-1
Castro Daire – Lusitano Vildemoinhos, 0-4[su_spacer][su_spacer]

CLASSIFICAÇÃO:

Leça, 12 pontos
2º Coimbrões, 10
3º Sanjoanense, 9
4º Arouca, 9
5º Lourosa, 8
6º Paredes, 8
7º Espinho, 7
8º Lusitano Vildemoinhos, 6
9º Canelas, 5
10º Valadares, 4
11º Gondomar, 4
12º Ginásio, 4
13º Vila Real, 4
14º Felgueiras, 3
15º Pedras Rubras, 3
16º Trofense, 3
17º Amarante, 1
18º Castro Daire, 0

Por: Diogo Bernardino – Nova Memória[su_spacer]

Partilhe:
  • 165
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    165
    Shares
  • 165
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
sendinblue

1 comentário

  • Nota para alguns erros no texto.
    1. Adilson tem a primeira jogada de perigo através de uma incursão pelo lado esquerdo.
    2. Zé Carlos é um extremo adaptado a lateral direito
    3. Ao minuto 40, o Pecks cabeceia por cima.
    4. A bancada central estava surpreendentemente DESPIDA! Os sócios não compareceram no estádio como noutros jogos
    Assistência muito pobre!

Leave a Reply