Noticias Saúde

Matosinhos reforça medidas de combate à Covid-19

Covid-19

Matosinhos encerra centros comerciais às 21h00 e pede medidas supramunicipais ao Governo para combate à COVID-19.

A Câmara Municipal de Matosinhos vai pedir ao governo que adote medidas para os concelhos da Área Metropolitana do Porto (AMP) mais afetados pelo aumento do número de infeções por COVID-19.

Luísa Salgueiro, presidente da autarquia, sustenta que muitas das medidas mitigadoras de contágio só fazem sentido ao nível supramunicipal, reforçando que as câmaras municipais não têm competências em áreas fundamentais.

“A autarquia não pode intervir em áreas identificadas como fundamentais para conter a transmissão do vírus, como por exemplo, no Ensino e na limitação de deslocações. As decisões terão que ser tomadas na esfera do poder central, e ao nível regional. Não adianta um concelho, de forma isolada, adotar determinados procedimentos se os concelhos vizinhos não fizerem o mesmo”, avançou a presidente da autarquia, Luísa Salgueiro, ontem à tarde, durante a reunião da Comissão Municipal da Proteção Civil (CMPC), que contou com a participação da Administração Regional de Saúde do Norte.

Ainda na reunião da CMPC, foi decidido por unanimidade antecipar o encerramento dos centros comerciais para as 21h00. Os membros que compõem a CMPC aprovaram por unanimidade recomendar ao Governo que seja determinada a proibição de circulação entre concelhos limítrofes, à semelhança da medida aplicada aos municípios de Lousada, Paços de Ferreira e Felgueiras.

Recomendam ainda a implementação de Ensino à distância para o 3º ciclo, Ensino Secundário, Profissional e Universitário.

O dever de permanência no domicílio, exceto circulações autorizadas, será outra das propostas, assim como a partilha da localização georreferenciada das pessoas infetadas e/ou quarentena, bem como locais onde tenham sido detetados surtos, com os serviços da Proteção Civil.

A CMPC solicita ainda a criação de um dispositivo de reforço da capacidade operacional dos corpos de bombeiros para resposta à COVID-19 semelhante ao dispositivo de combate aos incêndios florestais.

Partilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
sendinblue