Património

Casa e Museu da Quinta de Santiago – Leça da Palmeira

Museu da Quinta de Santiago, Leça


Preservar e divulgar a memória histórica de Matosinhos e Leça da Palmeira através da arte é a missão central deste museu municipal tutelado pela Autarquia de Matosinhos.

A Casa de Santiago, concluída presumivelmente em 1896, foi construída para residência da família Santiago de Carvalho, com projeto do arquiteto italiano Nicola Bigaglia. A Casa compõe-se de um primeiro piso, térreo, onde se situava a cozinha e a carvoaria (e hoje a cafetaria do museu); um segundo, que corresponde à entrada principal e no qual se localizavam dois salões, a sala de jantar e o jardim de inverno, e que era destinado à receção dos visitantes e encontros sociais (e que é hoje um espaço musealizado, procurando recriar o ambiente original desta casa); um terceiro piso, destinado aos quartos (atualmente vocacionado para exposições de arte do museu); e finalmente as águas furtadas, anteriormente uma área destinada aos criados (hoje ocupada com os serviços administrativos do museu).

Entrada Quinta de Santiago

Criado em 1996, o Museu da Quinta de Santiago encontra-se instalado num edifício histórico, em local proeminente da cidade, rodeado por um jardim. Adquirido pela Câmara Municipal em 1968, o imóvel é testemunha privilegiada das profundas transformações urbanísticas e sociais que a cidade conheceu nos últimos cem anos. A preservação da memória histórica é, assim, fortemente potencializada neste espaço que, recordando muito do que Matosinhos/Leça foi no final do século XIX (refúgio de poetas e pintores, local de veraneio e de moda da elite burguesa e intelectual) permite também (porque debruçado sobre o porto de Leixões e com base nas suas coleções) abordar as transformações portuárias e industriais da cidade ao longo do século XX.

Museu da Quinta de Santiago, integra, desde 2003, a Rede Portuguesa de Museus

Encerrando para obras de restauro da estrutura a 29 de Julho de 2007, reabriu em 28 de Junho 2009, mantendo a linha orientadora de ser um espaço de arte e cultura no qual, além das exposições, têm lugar concertos de música, apresentações teatrais e de dança, conferências, ateliês artísticos, cursos, entre outros.

Integra, desde 2003, a Rede Portuguesa de Museus criada pelo Ministério da Cultura, e é um dos espaços museológicos fundadores da MuMa – Rede de Museus de Matosinhos [criada em 2007]. Conteúdos da responsabilidade do museu e editados pela DGPC


Como Chegar ao Museu da Quinta de Santiago:

Seguir direção Leça da Palmeira. Entrada para o Museu da Quinta de Santiago pela Rua Pinto de Araújo ou pela Rua de Vila Franca, 134.

Acessos de autocarro:
STCP: 507
Resende: 105, 106, 120.
Pelo Metro do Porto: Linha A – Estação Mercado de Matosinhos.

Coordenadas GPS: 41˚11’34.49″N | 8˚ 41’28.89″W

maps

Ver localização no Google Maps


Comentar