Estação de Passageiros de Leixões candidata a monumento de interesse municipal

Interior Estação de Passageiros de Leixões

Partilhe:

Translate

Câmara de Matosinhos vota a favor da classificação da estação de passageiros de Leixões como monumento de interesse municipal


A Estação de Passageiros no porto de Leixões, em Leça da Palmeira, recebeu, ontem, o voto favorável dos vereadores presentes na reunião de Câmara, que se realizou na Junta de Freguesia de Custóias.

Esta decisão é um reconhecimento do valor patrimonial e cultural da estação, que foi inaugurada em 1961 e desenhada pelos arquitetos Francisco Figueiredo e Fernando Távora. Constitui um exemplar valioso da arquitetura moderna portuguesa e é um importante equipamento turístico e cultural da cidade de Matosinhos.

A classificação como monumento de interesse municipal confere ao edifício uma série de benefícios, nomeadamente, proteção contra demolição ou alteração, o acesso a fundos públicos para restauro e conservação e isenção de IMI.

Classificar um edifício como monumento de interesse municipal é um processo que envolve a participação de várias entidades, entre elas a autarquia local, a Direção-Geral do Património Cultural e a Comissão Nacional de Património Cultural.

Estação de Passageiros Porto de Leixões

A estação de passageiros de Leça da Palmeira, localizada na Doca 1 Norte, em Matosinhos, é uma construção de madeira que se assemelha a um casco de navio. Foi inaugurada em abril de 1961, da autoria dos arquitetos Francisco Figueiredo e Fernando Távora, e constitui um exemplar valioso da arquitetura da época.

A estação tem uma área de cerca de 840m2, dispõe de um cais acostável com 300m de comprimento e fundos de -10m, com capacidade para receber navios até 250m de comprimento. A estação não impõe limite de número de passageiros em trânsito e dispõe de uma capacidade de 750 passageiros em turnaround (embarque e desembarque).

O edifício é constituído por um corpo central e dois corpos laterais. O corpo central é o mais alto e alberga os serviços de receção, informação, loja, WC’s e escritórios. Os corpos laterais são mais baixos e albergam os serviços de segurança e apoio aos passageiros.

O interior da estação é amplo e luminoso, com grandes janelas que permitem apreciar o movimento do porto e a beleza do mar. O pavimento é em madeira, o que contribui para o ambiente acolhedor da estação.

A estação de passageiros de Leça da Palmeira é um importante equipamento turístico e cultural da cidade de Matosinhos. É um local de visita obrigatória para todos os que apreciam a arquitetura e a história.



Partilhe: