Paróquia

Liturgia Familiar: 3.º Domingo da Páscoa – Ano B

3-domingo-Pascoa-Ano-B

Sem descurar os cuidados necessários, é importante e até me atrevo a dizer – urgente – que nos encontremos à mesa da Eucaristia. Jesus disse-lhes: “Tendes aqui alguma coisa para comer?” É sempre na sala da Ceia, na igreja, nossa casa de Família, a comer e à volta de uma mesa, que o Ressuscitado Se manifesta. É ao partir do pão que os discípulos O reconhecem vivo e ressuscitado. Como tenho vindo a dizer, não podemos ficar satisfeitos com uma Missa pela televisão ou pelo Facebook. Na verdade, um cristianismo sem liturgia, sem corpo e sem comunidade, é um cristianismo sem Cristo, sem corpo e sem alma. 

Fique, então, bem claro para todos, agora que começamos a desconfinar: “Uma familiaridade com Cristo sem comunidade e sem pão, sem povo e sem sacramentos, é perigosa. Pode tornar-se uma familiaridade gnóstica”, isto é, aparente, sem consistência, sem vitalidade real. Tenhamos, por isso, cuidado em não nos acomodarmos ao sofá das transmissões das celebrações pela internet ou pela TV. “Cuidado para não viralizar a Igreja, os sacramentos, o povo de Deus. A Igreja, os sacramentos, o povo de Deus… são concretos”, são matéria, são para gente de carne e osso. Voltemos, com alegria, à comunidade, de corpo e alma, à mesa da Eucaristia. Todos precisamos de todos. Convosco somos mais comunidade: somos Família.

Liturgia Familiar

Saudação

Guia: Jesus Cristo está presente no meio de nós quando nos reunimos no Seu amor e, como outrora aos discípulos de Emaús, Ele nos explica o sentido da Escritura e nos reparte o pão da vida. É no seio de uma comunidade viva, que podemos crescer na fé e no testemunho. Que este pensamento nos ajude a vencer a ilusão de que podemos confinar a fé ao recanto da nossa casa, de que não precisamos de uma comunidade reunida, como grande família de irmãos. Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.
Todos: Ámen.

PEDIMOS PERDÃO

Guia: Messias Crucificado e Ressuscitado, para a nossa salvação: Cristo, misericórdia!
Todos: Cristo, misericórdia!

Guia: Autor da Vida, a quem o Pai ressuscitou dos mortos: Senhor, misericórdia!
Todos: Senhor, misericórdia!

Guia: Servo, Santo e Justo, glorificado pelo Pai: Senhor, misericórdia!
Todos: Senhor, misericórdia!

ACOLHEMOS A PALAVRA

Leitura do Evangelho segundo São Lucas – 24, 35-48

Naquele tempo, os discípulos de Emaús
contaram o que tinha acontecido no caminho
e como tinham reconhecido Jesus ao partir do pão.
Enquanto diziam isto, Jesus apresentou-Se no meio deles e disse-lhes:
“A paz esteja convosco”. Espantados e cheios de medo, julgavam ver um espírito.
Disse-lhes Jesus: “Porque estais perturbados e porque se levantam esses pensamentos
nos vossos corações? Vede as minhas mãos e os meus pés: sou Eu mesmo;
tocai-Me e vede: um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que Eu tenho”. […]
Depois disse-lhes: “Foram estas as palavras que vos dirigi, quando ainda estava convosco:
‘Tem de se cumprir tudo o que está escrito a meu respeito na Lei de Moisés,
nos Profetas e nos Salmos’”. Abriu-lhes então o entendimento
para compreenderem as Escrituras e disse-lhes:
“Assim está escrito que o Messias havia de sofrer e de ressuscitar dos mortos ao terceiro dia,
e que havia de ser pregado em Seu nome o arrependimento e o perdão dos pecados
a todas as nações, começando por Jerusalém. Vós sois as testemunhas de todas estas coisas”.

PARTILHAMOS A PALAVRA

Jesus Cristo percebe as dúvidas e infunde nos discípulos a confiança: “A paz esteja convosco”. Far-nos-á bem, no nosso dia a dia, lembrar esta segurança que vem de Deus: “A paz esteja convosco”. Acreditar é uma decisão pessoal que ocupa toda a nossa existência terrena. Precisamos de ler e reler as Escrituras, rezar sozinhos e em comunidade, escutar o testemunho de outros cristãos, criar as condições para fazer acontecer a experiência de encontro com o Ressuscitado. A Bíblia tem um papel essencial no caminho da fé. Permite-nos decifrar o que aconteceu e o caminho escolhido por Deus para salvar a humanidade. A leitura da Bíblia faz-nos superar as dificuldades que experimentamos face ao novo que Deus coloca diante dos nossos olhos. Pensemos na urgência deste alimento espiritual, na necessidade de permitirmos que o Ressuscitado nos abra o entendimento para compreender as Escrituras. Assim amadurece a conversão e irrompe o compromisso missionário: “Vós sois as testemunhas de todas estas coisas”. Já tens um plano diário de leitura da Bíblia? O discipulado apoia-se nas Escrituras para perceber que a vida humana é acompanhada, tem sentido, é chamada à plenitude. Disto há de ser testemunha quem se deixa encontrar pelo Ressuscitado, o Vivente.

APRESENTAMOS AS NOSSAS PRECES

Guia: Jesus Cristo, morto e ressuscitado, é nosso advogado junto do Pai, a interceder continuamente por nós. Confiemos-Lhe as nossas preces, dizendo: Dá-nos hoje a Tua vida para sempre!

Um membro da família:

  • Pela Igreja: unida e reunida, anuncie e testemunhe, com grande desassombro, o poder da Ressurreição, nós Te pedimos:

Todos: Dá-nos hoje a Tua vida para sempre!

  • Pelos que governam: saibam sair ao encontro dos feridos da vida, a fim de lhes oferecer justas oportunidades, nós Te pedimos:

Todos: Dá-nos hoje a Tua vida para sempre!

  • Pelas pessoas abusadas, maltratadas, feridas ou magoadas: sejam cuidadas e respeitadas com amor, nós Te pedimos:

Todos: Dá-nos hoje a Tua vida para sempre!

  • Pela nossa família: sejamos testemunhas da Páscoa, de modo jubiloso e corajoso, manso e pacífico, dialogante e misericordioso, levando aos outros os dons da alegria e da paz, nós Te pedimos:

Todos: Dá-nos hoje a Tua vida para sempre!

[acrescenta a tua intenção], nós Te pedimos:

Todos: Dá-nos hoje a Tua vida para sempre!

Guia: Rezamos como Jesus Cristo nos ensinou:

Todos: Pai Nosso …

ASSUMIMOS UM COMPROMISSO

A Bíblia é essencial para nos ajudar a conhecer o (Deus) Pai que ressuscitou Jesus Cristo e a ser testemunhas da Páscoa. Não é um compêndio de respostas a todas as nossas perguntas. Ajuda-nos, porém, a viver a missão neste mundo. Procuremos fazer um plano de leitura e meditação que nos ajude a conhecer melhor este sagrado livro.

Guia: Bendigamos o Senhor!

Todos: Graças a Deus! Aleluia! Aleluia!

BÊNÇÃO DA FAMÍLIA E DA MESA (para rezar antes da refeição em família)

Senhor Jesus, único Santo, único Justo:
quiseste repartir o pão com os Teus discípulos
e comer peixe assado diante deles,
para que Te reconhecessem como o Ressuscitado.
Vem até nós, toma parte da nossa refeição,
dá-nos a alegria e a paz da tua presença.
Faz-nos testemunhas felizes do Teu amor.
Ámen.

Por: Padre Francisco Andrade
Pároco de Leça da Palmeira


RELACIONADOS:

Partilhe:
  • 10
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    11
    Shares
  • 10
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
sendinblue