Paróquia

Liturgia Familiar: Domingo de Páscoa – Ano B

Cristo Ressuscitou

O Senhor Ressuscitou: Aleluia, Aleluia

Este é um dia para não ficar em casa! É na Igreja e em Igreja que se a Páscoa do Senhor. Chegou a hora de nos levantarmos do sono, a hora já vai adiantada: “O Senhor ressuscitou, verdadeiramente. Aleluia”.
Alegremo-nos. Aleluia. É a Páscoa do Senhor.
Deixemos o comodismo e vamos ao encontro da comunidade a fim de celebrarmos em festa esta grande alegria.
Decidamo-nos a partir, a ir ao encontro dos irmãos, sobretudo dos mais necessitados, sós e fragilizados. Demos testemunho da vida que brota do coração de Cristo Ressuscitado: Ele vem salvar-nos. Aleluia.

O pai:
Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi imolado:
celebremos a festa no Senhor!

Os esposos, ao mesmo tempo
Escuta, Israel:
O Senhor nosso Deus é o único Senhor.
Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração,
com toda a tua alma e com todas as tuas forças.
As palavras que hoje te prescrevo ficarão gravadas no teu coração.
Hás de recomendá-las a teus filhos e nelas meditarás,
quer estando sentado em casa quer andando pelos caminhos,
quando te deitas e quando te levantas.
Atá-los-ás, como símbolo, no teu braço
e selá-los-ás como pendentes entre os teus olhos.
Escrevê-los-ás sobre as ombreiras da tua casa e nas tuas portas.

Todos: Ámen. Ámen. Ámen.

O pai de família pode benzer a casa, pelo ministério que lhe compete por natureza na sua Igreja doméstica. Quem dispuser de água benta, pode aspergi-la nos quatro ângulos da casa.

O pai:

Abençoa, Senhor, a nossa casa para que seja um lugar de amor e de acolhimento. Olha para a nossa família para que nela reine a paz. Vela por cada um de nós para que caminhemos sempre na verdade e na caridade. Aceita o nosso trabalho para que nos obtenha o pão de cada dia e seja um serviço aos irmãos. Abençoa-nos a todos para que cheguemos ao teu Reino.

Todos: Ámen.

Evangelho – Mc 16, 1-7

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Depois de passar o sábado, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago,
e Salomé compraram aromas para irem embalsamar Jesus.
E no primeiro dia da semana, partindo muito cedo,
chegaram ao sepulcro ao nascer do sol.
Diziam umas às outras:
“Quem nos irá revolver a pedra da entrada do sepulcro?”.
Mas, olhando, viram que a pedra já fora revolvida.
Entrando no sepulcro, viram um jovem sentado do lado direito,
vestido com uma túnica branca, e ficaram assustadas.
Mas ele disse-lhes:
“Não vos assusteis. Procurais a Jesus de Nazaré, o Crucificado?
Ressuscitou: não está aqui. Vede o lugar onde O tinham depositado.
Agora ide dizer aos seus discípulos e a Pedro
que Ele vai adiante de vós para a Galileia.
Lá O vereis, como vos disse”.

Palavra da salvação.

Todos: Glória a Vós, Senhor!

Breve pausa de silêncio.

Proclamação da Páscoa

O Pai:
Cristo ressuscitou dos mortos. Aleluia, aleluia.

Todos:
Ressuscitou verdadeiramente. Aleluia. Aleluia.

Canta-se ou recita-se em conjunto o “Glória a Deus nas alturas”
Todos os familiares se saúdam entre si na paz e na alegria.
Pode cantar-se algum cântico conhecido, próprio desta quadra festiva
.

Cântico: Ressuscitou!

Na sua dor os homens encontraram,
uma pura semente de alegria,
O segredo da vida e da esperança:
Ressuscitou o Senhor Jesus!

Ressuscitou, ressuscitou, ressuscitou, aleluia!
Ressuscitou, ressuscitou, ressuscitou, aleluia!

Em seguida, rezam todos juntos o Credo Batismal

(Símbolo dos Apóstolos):

Creio em Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra;
e em Jesus Cristo, Seu único Filho, Nosso Senhor,
que foi concebido pelo poder do Espírito Santo;
nasceu da Virgem Maria; padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado, morto e sepultado;
desceu à mansão dos mortos;
ressuscitou ao terceiro dia; subiu aos Céus;
está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso,
de onde há de vir a julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito Santo; na santa Igreja Católica;
na comunhão dos Santos; na remissão dos pecados;
na ressurreição da carne; na vida eterna.
Ámen.

Oração do Pai Nosso

Pai: Rezemos juntos como Jesus nos ensinou:

Todos: Pai nosso.

Bênção da mesa:

O pai de família toma o pão nas mãos e parte-o.

Pai:
Bendito sejas, Senhor nosso Deus, Rei do universo,
que fizestes germinar o pão da terra.

Todos:
Bendito sejas, Senhor, pelos Teus dons.

Pai:
Nós te damos graças, nosso Pai,
pela vida e pela ciência que nos revelaste
por Jesus, Teu Servo.
Glória a Ti pelos séculos!
Assim como este pão partido estava disperso pelos campos,
e, depois de colhido se tornou um só,
assim se reúna a Tua Igreja dos confins da terra no Teu reino.
Pois Tua é a glória e o poder por Jesus Cristo, pelos séculos.

Todos:
Faz-nos ditosos no anúncio da Páscoa
e transforma em alegria as nossas penas.

Mãe:
Santa Maria, mulher da expectativa,
dispensadora da misericórdia divina,
obrigada por teres permanecido ao nosso lado na hora da provação.
Que o teu olhar maternal sempre vele sobre nós,
cobre-nos com o teu manto e intercede por nós.

Todos: Ámen.

Pai:
Abençoa, Senhor, a nossa família reunida
à volta desta mesa na alegria pascal.
Santifica-a e defende-a, fá-la fecunda
no anúncio da Boa Nova ao mundo.
Nós To pedimos por Jesus Cristo, nosso Senhor.

Todos: Ámen.

Pai:
Oremos.
Senhor, que encheste o mundo de alegria pela ressurreição do teu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, faz que, pela intercessão da Virgem Maria, sua Mãe, alcancemos as alegrias da vida eterna. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Ámen.

Por: Padre Francisco Andrade
Pároco de Leça da Palmeira


RELACIONADOS:

Partilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
    1
    Share
  •  
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
sendinblue